Monopsônio: O que é e Quais são as consequências?

No meio econômico, há a presença de diversos termos que nem sempre são conhecidos de forma devida, principalmente quando passamos a refletir sobre o seu significado. Esse é o caso de Monopsônio, expressão que passa a ser desvendada logo abaixo:

O que é Monopsônio?

Quando pensamos em um negócio, é comum que a gente entenda a necessidade de que haja tanto oferta quanto demanda. Mas, no caso do Monopsônio, passamos a perceber áreas específicas onde uma única pessoa se torna o principal comprador de determinado bem ou serviço, fazendo com que ele possa interferir diretamente no mercado.

Com isso, ele possui certa relevância em sentido prático quando pensamos sobre o preço que chega a esse consumidor, que detém a possibilidade de ajustar esses valores para benefício próprio, uma vez que o seu contingente de compra é muito interessante para as empresas e elas também se interessam nessa negociação.

Consequências do Monopsônio?

Dentre os pontos que surgem a partir do Monopsônio, é possível citar a disputa ainda mais presente entre empresas voltadas para um mesmo nicho, pois a necessidade de se ter um comprador com grande potencial de fidelização e consumo, é muito importante para que se mantenham no mercado, considerando que haverão poucos outros clientes e no geral, eles não realizam grandes compras.

Assim, os empreendedores perdem uma parcela de autonomia do seu próprio negócio e dependem ainda mais do comprador que em casos comuns, sendo preciso vender os produtos e serviços a valores muito mais baixos do que o desejado, prejudicando diretamente as finanças.

Monopsônio nas relações de trabalho

Em meio às relações de trabalho, o termo também ganha aplicação quando somos levados a pensar sobre a prática. Por exemplo, há alguns anos o setor tecnológico não era tão forte quanto hoje e poucas empresas buscavam por desenvolvedores de software, por exemplo.

Diante disso, as pessoas capacitadas na área e com o desejo de trabalhar nela, precisavam aceitar condições de trabalho inferiores ao que realmente se queria, pela escassez de outras possibilidades de contratação. Atualmente esse mercado tem melhorado, mas essa evolução não se mostra uma tendência em todos os casos de monopsônio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.