abr 142011
 




Mídia : O Globo

Brics pedem reforma monetária global e mais regulação

Por Abhijit Neogy e Alexei Anishchuk

SANYA, China, 14 de abril (Reuters) – Os países conhecidos como Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) pressionaram nesta quinta-feira por uma renovação do sistema monetário global que dependa menos do dólar e por mais poder nas instituições financeiras internacionais.

LEIA MAIS – POLÍTICA INTERNACIONAL: Reforma da ONU é necessária, dizem BRICs em declaração conjunta

Líderes de Brasil Rússia, Índia, China e África do Sul também pediram uma regulação mais forte dos derivativos de commodities para reduzir a volatilidade dos preços de alimentos e energia, que, segundo eles, impõem novos riscos à recuperação da economia mundial.

Reunidos em Hainan, no sul da China, eles disseram que a última crise financeira expôs as imperfeições da ordem monetária atual, que é baseada no dólar.

Em comunicado, os líderes defenderam que é necessário “um amplo sistema internacional de reserva cambial que dê estabilidade e certeza” – uma crítica velada ao que os Brics veem como uma negligência de Washington às suas responsabilidades monetárias globais.

Os Brics temem que o amplo déficit comercial e orçamentário dos Estados Unidos enfraqueça o dólar, e também desejam para si os privilégios financeiros e políticos que acompanham a principal moeda de reserva mundial.

“A economia mundial está passando por mudanças profundas e complexas”, disse o presidente chinês, Hu Jintao. “A era exige que os países dos Brics fortaleçam o diálogo e a cooperação.”

Os bancos de desenvolvimento das cinco nações dos Brics também aprovaram o estabelecimento de linhas de crédito mútuas denominadas nas moedas locais, e não no dólar.

O diretor do Banco de Desenvolvimento da China (BDC), Chen Yuan, disse estar preparado para emprestar até 10 bilhões de iuans aos colegas dos Brics, e seu homólogo russo disse que busca tomar emprestado o equivalente em iuans de ao menos 500 milhões de dólares através do BDC.

“Nós achamos que isso vai, sem dúvida, ampliar as oportunidades para que as companhias russas diversifiquem seus empréstimos”, disse Vladimir Dmitriev, presidente do banco de desenvolvimento russo VEB.

Nosso Comentário:




Grupo BRICS Cobra Reforma no Sistema Monetário Mundial

O Grupo BRICS começa agora uma campanha pela reforma do sistema monetário internacional e outra pela reforma abrangente das Nações Unidas, a partir de seu Conselho de Segurança.

A primeira reforma levaria ao estabelecimento de um sistema monetário muito menos dependente do dólar, baseado em ampla base internacional de reserva.

Além de visar reduzir a importância dos EUA e seu dólar para o mundo, tal pedido de reforma clama por estabilidade e segurança em uma nova ordem com poder multipolar.

Tal ordem já existe, pois o G-7 já é uma história no tempo e o G-20 depende hoje das posições do Grupo BRICS.

É óbvio que o Grupo deseja para si parte dos privilégios financeiros e políticos que acompanham a(s) principal(is) moeda(s) de reserva mundial.

Entretanto, os BRICSs estão assustados com a crise causada pelo enorme déficit comercial e orçamentário dos Estados Unidos, de difícil e improvável solução a curto e medo prazos.

Os próprios congressistas americanos, democratas e republicanos juntos, declararam ontem que a atual situação dos EUA é insustentável.

Quem se preocupa com a economia de Portugal, não sabe o que o aguarda, pois a possibilidade de um pedido de default da dívida pelo tesouro americano cresce toda semana, exponencialmente.

Clique e leia (ou copie link, cole em outra janela e leia):

Full text of Sanya Declaration of the BRICS Leaders Meeting

Can the BRICS become a main force of the world economy in the near future?

Roberto Silva




Sorry, the comment form is closed at this time.

Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome.